Destaques

Somos uma empresa familiar independente há mais de século e meio; cinco gerações sucederam-se à frente da Niepoort desde que Franciscus Marius Niepoort fundou a empresa em 1842. Quase sempre, duas gerações trabalharam lado a lado durante longos anos, contribuindo para uma transição bem sucedida. Neste momento, pomos os olhos com entusiasmo na futura sexta geração, antecipando uma colaboração estreita.

A quinta geração: Eduard Dirk Niepoort e Verena Niepoort. Dirk está à frente da empresa desde a reforma formal de Eduard Rudolph Niepoort, em 2005. Dirk, nascido em 1964, descobriu o mundo do vinho durante os seus estudos na Suíça. Em 1987, Dirk juntou-se ao seu pai, Rolf Niepoort, na empresa familiar e foi desafiado a inovar, mantendo as boas tradições. O primeiro passo importante foi a aquisição de vinhas próprias: a Quinta de Nápoles e a Quinta do Carril no Cima Corgo, uma região que tradicionalmente produz os melhores Vinhos do Porto. Foram plantados de novo 15 hectares de vinhas, e 10 hectares de vinhas com 60 anos foram cuidadosamente mantidos. Ser proprietário de Quintas e vinhas no Douro foi um passo importante para a produção de Vinho do Porto e para a criação dos primeiros vinhos não fortificados Niepoort. A paixão de Dirk pelos vinhos, o respeito humilde e a curiosidade pelo terroir do Douro definiu o espírito da Niepoort nas duas últimas décadas e é uma inspiração constante para a equipa. A irmã de Dirk, Verena, juntou-se à empresa, enquanto directora executiva, em 2005.

A quarta geração: Eduard Rudolf van der Niepoort. Rolf nasceu em Março de 1927. Desde criança que tem um grande interesse por mecânica, mas tem um bom sentido empresarial. Em 1950, juntou-se ao seu pai, Eduard, na empresa da família. A sua experiência foi um complemento valioso e foi capaz de ultrapassar um período difícil do ponto de vista financeiro. Rolf dedicou o seu interesse às relações comerciais e humanas dentro e fora da empresa, e era conservador no que diz respeito à produção de vinho. Rolf recorda com nostalgia a produção de um Porto Vintage, o de 1970, como se fosse a sua própria criação, do princípio ao fim. Actualmente, é considerado um dos maiores Portos da Niepoort. Como todos os membros da família Niepoort, é um grande coleccionador: de carros antigos, de antiguidades e especialmente de armas portuguesas.

A terceira geração: Eduard Marius Niepoort. Eduard nasceu a 14 de Setembro de 1890, no Porto. Era extremamente hábil e um cientista nato. Em 1912, devido à morte do seu pai, Eduard Marius Niepoort foi obrigado a entrar para a empresa de família. Rolf Niepoort, seu filho, lembra o pai como uma pessoa “interessada em diversas áreas, tais como a química, a física e a mecânica, e era um homem com um fino sentido de humor.” Nas palavras de Elisabete, que com ele trabalhou, já ligada à área administrativa na altura, era um verdadeiro “ícone de inteligência”, uma pessoa íntegra e muito ponderada nas decisões que tomava. Eduard Marius deixou a empresa, enquanto parceiro activo, em 1980, e dedicou o seu tempo aos seus muitos hobbies e colecções. Eduard Marius Niepoort faleceu com a idade de 91 anos (a 3 de Junho de 1982). Os netos, Dirk e Verena, recordam a sua severidade no que diz respeito aos estudos e guardam a memória de um avô com infindáveis colecções de livros, selos, moedas e bilhetes de comboio!

A segunda geração: Eduard Karel Jackob. Eduard Jackob nasceu em 1848, no Porto. A Niepoort era já uma empresa próspera quando Eduard Karel tomou conta dos negócios familiares e deu continuidade ao trabalho do seu predecessor.

A primeira geração: Franciscus Marius van der Niepoort. O fundador, Franciscus, nasceu em 1813, em Hilversum, na Holanda. Casou com Francisca Louisa Elisabeth Ehlers. Franciscus Marius veio para Portugal para criar a empresa Niepoort, produtora de Vinho do Porto. Fundou a empresa como vendedor de Porto, sem terrenos ou vinhas próprias. Era primordialmente um comerciante de Vinhos do Porto. Faleceu no Porto no dia 7 de Março de 1887.

A arte de Master Blender também passou de geração para geração. José Nogueira foi o quarto da sua família a exercer a sua arte na Niepoort, tendo trabalhado na empresa durante mais de 50 anos. O seu filho José Rodrigo integrou a equipa em Setembro de 2006 e trabalharam juntos até 2011 sendo, actualmente, a quinta geração da família Nogueira.

Em 2010 a Niepoort festejou em família os “50 anos de casa” do Master Blender José Nogueira.

Este website guarda dados no seu computador ou telemóvel de formar a melhorar a sua experiência de navegação. Ao navegar neste website está a consentir este procedimento. Mais informação não mostrar esta mensagem novamente