Öö ja Päev BrancoÖö ja Päev Branco

Öö ja Päev – Noite e Dia! Este rótulo foi especialmente concebido para o mercado estoniano por um dos artistas mais conhecidos da Estónia, Priit Pärnaga. A história humorística reflecte-se no carácter do vinho do Douro. Rode a garrafa e divirta-se com uma série de imagens enquanto roda o copo e aprecia os aromas cítricos, os de pêssego e as notas florais do Öö ja Päev Branco.

Vinificação

O ano de 2011 caracterizou-se por uma floração muito precoce e todo o ciclo vegetativo foi antecipado com a vindima a iniciar-se mais cedo do que nunca. No entanto, as vinhas plantadas a maior altitude foram mais lentas do que as restantes e, quando a vindima terminou, todos os vinhos apresentavam uma boa quantidade de ácido málico, factor muito importante para dar um palato fresco aos vinhos brancos, que não efectuam a fermentação maloláctica. A vindima teve início no final de Agosto. Após uma rápida prensagem, sem contacto com as películas, o mosto repousou durante 24 horas. A fermentação decorreu em cubas de aço inox (75%) e em barricas de carvalho francês (25%). O vinho estagiou nestes dois tipos de contentores, durante 7 meses, sobre as borras finas, sem bâtonnage e sem fermentação maloláctica.

Notas de Prova

Cor citrina, com carácter mineral intenso e forte presença de aromas cítricos, com notas florais e de pêssego. No palato, revela um grande equilíbrio e complexidade, com aromas de frutos de caroço e uma acidez refrescante. Final muito longo e salgado.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Micaxisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

20 - 50 anos

Castas

Rabigato, Códega do Larinho, Gouveio, Dona Branca, Viosinho, Bical e outras

Densidade por HA

4000-6000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

550-700

Período de Vindima

Agosto/Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Não realizada

Fermentação

Cubas de aço inox (75%) e barricas de carvalho francês (25%)

Engarrafado

Abril 2012

Estágio

Cubas de aço inox e barricas de carvalho francês

Extracto Seco (g/dm3)

19

Açúcar Residual (g/dm3)

3

Álcool (%)

13.5

pH

3.31

Acidez Total (g/dm3)

4.8

Acidez Volátil (g/dm3)

0.4

Produção

92.820 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Peixes grelhados e assados, pasta com frutos do mar, carnes brancas.

Öö ja Päev – Noite e Dia! Este rótulo foi especialmente concebido para o mercado estoniano por um dos artistas mais conhecidos da Estónia, Priit Pärnaga. A história humorística reflecte-se no carácter do vinho do Douro. Rode a garrafa e divirta-se com uma série de imagens enquanto roda o copo e aprecia os aromas cítricos, os de pêssego e as notas florais do Öö ja Päev Branco.

Vinificação

O ano vitícola de 2014 na Quinta de Nápoles caracterizou-se como um ano de menor quantidade mas de maior qualidade. Tudo indicava um ano precoce, devido à grande quantidade de água acumulada durante o Inverno e Primavera. A fase de maturação ocorreu precocemente e permitiu um começo de vindima em Agosto. Na Quinta de Nápoles vindimou-se a maioria das parcelas durante um período de bom tempo que se deu entre o dia 23 de Agosto e o dia 21 de Setembro.

Provenientes de vinhas situadas em altitude na margem direita do rio Douro, as uvas foram transportadas durante a noite num camião refrigerado. Depois de uma selecção criteriosa à entrada da adega, as uvas foram prensadas delicadamente a uma temperatura baixa, para evitar oxidações e extracção de borras grossas.

Depois de uma decantação natural de aproximadamente 24 horas, 10% do mosto fermentou em barricas de carvalho francês e o restante mosto fermentou em cubas de inox durante 8 meses, com as suas leveduras indígenas. Foi engarrafado em Maio de 2015.

Notas de Prova

A colheita de 2014 mostra o carácter fresco e equilibrado do ano vitícola. Aroma fresco, delicado e marcadamente mineral. Boas notas de fruta fresca, citrinos e alguma fruta exótica. Na boca, envolvente e muito elegante, com uma boa acidez, mostra-se fresco e refrescante. O final de boca deixa boas notas cítricas e minerais. Um branco muito equilibrado, com presença mas sem pesar. Perfeito para as mais diversas ocasiões.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Micaxisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

20 - 50 anos

Castas

Rabigato, Códega do Larinho, Gouveio, Dona Branca, Viosinho, Bical e outras

Densidade por HA

4000-6000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

550-700

Período de Vindima

Agosto/Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Não realizada

Fermentação

Cubas de aço inox (75%) e barricas de carvalho francês (25%)

Engarrafado

Maio 2015

Estágio

Cubas de aço inox e barricas de carvalho francês

Extracto Seco (g/dm3)

17.2

Açúcar Residual (g/dm3)

1.1

Álcool (%)

12.5

pH

3.3

Acidez Total (g/dm3)

4.8

Acidez Volátil (g/dm3)

0.4

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

23

SO2 Total (mg/dm3)

87

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9885

Sugestão de acompanhamento

Peixes grelhados e assados, pasta com frutos do mar, carnes brancas.

Öö ja Päev – Noite e Dia! Este rótulo foi especialmente concebido para o mercado estoniano por um dos artistas mais conhecidos da Estónia, Priit Pärnaga. A história humorística reflecte-se no carácter do vinho do Douro. Rode a garrafa e divirta-se com uma série de imagens enquanto roda o copo e aprecia os aromas cítricos, os de pêssego e as notas florais do Öö ja Päev Branco.

Vinificação

As condições climáticas do ano vitícola 2015 foram muito favoráveis, com sol, calor e pouca humidade, permitindo um crescimento vegetativo homogéneo. Uma das particularidades deste ano vitícola foi a capacidade da vinha em manter-se hidratada durante a maturação. Em finais de Agosto, início de Setembro, as folhas basais mantinham-se verdes e húmidas, com os bagos hidratados e uma película grossa e firme. O equilíbrio dos mostos, a suavidade dos taninos e a intensa concentração de cor indicam que estamos perante um ano excepcional.

As uvas foram transportadas durante a noite num camião refrigerado e depois de uma selecção criteriosa à entrada da adega, foram prensadas suavemente a uma temperatura baixa, para evitar oxidações e extracção de borras grossas.

Após ter decorrido a decantação natural durante aproximadamente 24 horas, 15% do mosto fermentou em barricas de carvalho francês e o restante em cubas de inox durante 8 meses. Foi engarrafado em Maio de 2016.

Notas de Prova

Embora jovem e contido no aroma, o equilíbrio e harmonia da vindima 2015 são notáveis. Com aroma fresco, delicado e marcadamente mineral, sobressaem notas de citrinos e ervas frescas. Na boca, é envolvente e muito elegante, com uma boa acidez. O final de boca é fresco com boas notas cítricas e minerais. Um branco que apresenta juventude e vivacidade, muito fácil de beber. Perfeito para as mais diversas ocasiões.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Micaxisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

40-70 anos

Castas

Rabigato, Códega do Larinho, Gouveio, Donzelinho, Viosinho e outras

Densidade por HA

4000-6000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

550-700

Período de Vindima

Agosto/Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Não realizada

Fermentação

Cubas de aço inox (75%) e barricas de carvalho francês (25%)

Engarrafado

Maio 2016

Estágio

Cubas de aço inox e barricas de carvalho francês

Extracto Seco (g/dm3)

17.7

Açúcar Residual (g/dm3)

0.8

Álcool (%)

12.5

pH

3.27

Acidez Total (g/dm3)

5.1

Acidez Volátil (g/dm3)

0.3

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

32

SO2 Total (mg/dm3)

89

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9888

Sugestão de acompanhamento

Peixes grelhados e assados, pasta com frutos do mar, carnes brancas.