TwistedTwisted

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

Apesar do ano difícil que foi 2006, com temperaturas muito elevadas no início da vindima, a utilização de vinhas mais altas e menos expostas permitiu obter um Diálogo que prima pela frescura de paladar e aromas. A vindima decorreu entre a primeira e a terceira semana de Setembro. A fermentação foi feita em cubas inox com macerações totais que nunca ultrapassaram os 12 dias. O vinho estagiou maioritariamente em cubas de inox e apenas 15% teve um estágio de 12 meses em barricas usadas de carvalho francês.

Notas de Prova

Cor rubi muito viva, com notas de fruta vermelha e especiarias, folhas de chá, complexo, na boca mostra-se pleno sem ser pesado com boa estrutura, mas de taninos muito macios, prontos a serem bebidos, mais fresco que 2005, com fruta muito fresca e um longo final. É um vinho que apetece beber.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e Tinto Cão

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot

Altura do Mar

100-400

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Lagar

Engarrafado

Março 2007

Estágio

12 meses em carvalho (20%) e inox (80%)

Extracto Seco (g/dm3)

28

Açúcar Residual (g/dm3)

2.1

Álcool (%)

13

pH

3.65

Acidez Total (g/dm3)

4.92

Acidez Volátil (g/dm3)

0.46

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

23

Produção

40.000 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Weißes Fleisch. Vegetarische Vorschläge: Nudeln, Pasta.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

O ano de 2007 foi excelente para o Douro. As chuvas ocorridas na Primavera e início do Verão permitiram manter bons níveis de água no solo até ao momento da vindima. Por outro lado, alguma pressão do míldio contribuiu também para baixar as quantidades de uvas produzidas por cepa. A utilização de vinhas mais altas permitiu obter um vinho que prima pela frescura de paladar e aromas. A vindima realizou-se com tempo seco e ameno durante todo o mês de Setembro. As uvas foram colhidas num óptimo estado de maturação, com teores de acidez elevados e teores de açúcar muito equilibrados; após escolha, o desengace foi total. A fermentação foi feita em cubas inox com macerações totais que nunca ultrapassaram os 12 dias. O vinho estagiou maioritariamente em cubas inox e apenas 15% teve um estágio de 12 meses em barricas usadas de carvalho francês.

Notas de Prova

Cor rubi muito viva, com notas de fruta vermelha e especiarias, folhas de chá, complexo. Na boca, mostra-se pleno sem ser pesado, com boa estrutura, mas de taninos muito macios prontos a serem bebidos. Mais fresco e concentrado do que 2006, com fruta muito fresca e um longo final. É um vinho que apetece beber.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-400

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Engarrafado

Fevereiro 2008

Estágio

12 meses em carvalho (20%) e em Inox (80%)

Extracto Seco (g/dm3)

28.7

Açúcar Residual (g/dm3)

2.4

Álcool (%)

13

pH

3.65

Acidez Total (g/dm3)

4.96

Acidez Volátil (g/dm3)

0.48

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

28

Produção

3.000 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Viandes blanches. Suggestions végétariennes: plats à base de pâtes.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

2008 foi um ano pouco habitual na região do Douro. As chuvas durante a Primavera e início do Verão permitiram manter os níveis de humidade no solo até ao momento da vindima. Por outro lado, as baixas produtividades verificadas deram origem a mostos muito equilibrados, com boa acidez, e teores de açúcares nada excessivos.

A vindima decorreu durante o mês de Setembro, com condições óptimas de tempo seco e ameno. A fermentação ocorreu em cubas de inox, com períodos de maceração, entre 8 e 15 dias. Apenas 20% do vinho estagiou em barricas usadas de carvalho francês, durante 12 meses.

Notas de Prova

Cor rubi muito viva, com notas de fruta vermelha e especiarias, juntamente com um leve carácter xistoso. Na boca, é vibrante e apetecível, com taninos suaves e uma excelente acidez, permitindo um longo final.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Engarrafado

Maio 2010

Estágio

12 meses em barricas de carvalho francês (20%) e em Inox (80%)

Extracto Seco (g/dm3)

27.4

Açúcar Residual (g/dm3)

2.4

Álcool (%)

13

pH

3.65

Acidez Total (g/dm3)

5.05

Acidez Volátil (g/dm3)

0.53

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

25

Produção

9.000 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Weißes Fleisch. Vegetarische Vorschläge: Nudeln, Pasta.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

2009 foi um ano muito fresco, até ao início de Agosto. Uma boa quantidade de água no solo e um Verão bastante mais fresco do que é habitual no Douro deixavam antever um período de maturação prolongado e uma vindima facilitada. No entanto, as altas temperaturas que se fizeram sentir a partir do dia 12 de Agosto aceleraram o processo de maturação. A vindima começou mais cedo, no início do mês de Setembro.

A fermentação decorreu em cubas de inox com periodos de maceração, entre 8 a 15 dias. Apenas 20% do vinho estagiou em barricas usadas de carvalho francês, durante 12 meses.

Notas de Prova

Mais carregado na cor que no ano anterior, apresenta notas de fruta preta e vermelha, aromas de especiaria e pedra de xisto. Na boca, é cheio e redondo mas muito fresco, com taninos suaves e uma excelente acidez que prolonga o final de boca.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Engarrafado

Maio 2011

Estágio

12 meses em barricas de carvalho francês (20%) e em inox (80%)

Extracto Seco (g/dm3)

28.9

Açúcar Residual (g/dm3)

2.2

Álcool (%)

13.5

pH

3.66

Acidez Total (g/dm3)

5.06

Acidez Volátil (g/dm3)

0.57

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

35

Produção

50.000 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Viandes blanches. Suggestions végétariennes: plats à base de pâtes.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

2010 foi um ano extraordinariamente húmido durante o Inverno e início da Primavera, com chuvas muito fortes que ocorreram durante este período. Por conseguinte, a vindima foi abundante mas o ano vitícola muito pressionado pelas doenças da vinha. O período de maturação foi quente e seco, mas as chuvas ligeiras do início de Setembro e a produção superior ao normal ajudaram as vinhas a terminar a sua maturação de forma mais equilibrada.

A fermentação foi feita em cubas de inox, com períodos de maceração entre 8 e 15 dias. Apenas 25% do vinho estagiou em barricas usadas de carvalho francês e tonéis e balseiros de madeira usada, durante 14 meses.

Notas de Prova

Cor rubi, com aromas onde predominam os frutos vermelhos, folhas de bosque e notas de pimenta. Nota mineral característica dos solos de xisto. Na boca, é marcado pela frescura e pelo comprimento, com uma estrutura de taninos presentes mas muito bem integrados. Grande vivacidade que realça os sabores de fruta fresca e prolonga o fim de boca.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela und andere

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Engarrafado

Abril 2012

Estágio

14 meses em barricas de carvalho francês, tonéis e balseiros (25%) e em Inox (75%)

Extracto Seco (g/dm3)

27.4

Açúcar Residual (g/dm3)

2.2

Álcool (%)

13

pH

3.7

Acidez Total (g/dm3)

4.9

Acidez Volátil (g/dm3)

0.6

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

34

Produção

50.000 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Weißes Fleisch. Vegetarische Vorschläge: Nudeln, Pasta.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

O ano de 2011 caracterizou-se por uma floração muito precoce e todo o ciclo vegetativo foi antecipado com a vindima a iniciar-se mais cedo do que nunca. No entanto, a maturação nas vinhas plantadas a maior altitude foi mais lenta e, quando a vindima terminou, todos os vinhos apresentavam uma boa quantidade de acidez total. A fermentação foi feita em cubas de inox, com períodos de maceração entre 8 e 15 dias. Apenas 10% do vinho estagiou em barricas usadas de carvalho francês, durante 18 meses.

Notas de Prova

Cor rubi, com aromas onde predominam os frutos vermelhos, folhas de bosque e notas de pimenta. Nota mineral característica dos solos de xisto. Na boca, é marcado pela frescura e pelo comprimento, com uma estrutura de taninos presentes mas muito bem integrados. Apresenta uma grande vivacidade que realça os sabores de fruta fresca e prolonga o fim de boca.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Inox

Engarrafado

Abril 2013

Estágio

18 meses em barricas usadas de carvalho francês (10%), restante em inox

Extracto Seco (g/dm3)

30.5

Açúcar Residual (g/dm3)

0.8

Álcool (%)

13.5

pH

3.69

Acidez Total (g/dm3)

5.2

Acidez Volátil (g/dm3)

0.6

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

26

SO2 Total (mg/dm3)

74

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9919

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas (peru, frango,..). Sugestões vegetarianas: pratos com massa.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

Em todos os anos agrícolas há certos momentos determinantes. No caso de 2012, o que provavelmente marcou o ano foram os primeiros três meses, em que a quantidade de chuva que caiu no Cima Corgo esteve abaixo de 20mm, quando se esperava que chegasse pelo menos aos 250mm. Para além disso, não houve chuva durante o mês de Fevereiro. Como consequência disso, a rebentação atrasou 15 dias relativamente ao ano anterior e, juntamente com a chuva que caiu em Abril e Maio, todo o ciclo vegetativo se atrasou. O calor intenso no fim de Junho fez com que os cachos mais expostos ficassem queimados. O Verão não foi quente e as noites foram mais frias do que o habitual nas últimas duas semanas de Agosto.

O tempo durante a vindima foi bom, com chuva nos dias 23 e 25 de Setembro. Felizmente, a chuva passou e não houve qualquer problema com bagos rebentados e posterior podridão. De facto, a chuva até beneficiou a qualidade da fruta, principalmente em vinhas plantadas em altitudes mais elevadas. O nível baixo de chuva durante o Inverno e subsequente valor baixo de humidade resultou num nível de incidência de doença muito baixo e a fruta recebida na adega apresentou-se sem quaisquer sinais de míldio ou oídio.

A fermentação decorreu em cubas de aço inox com 8 a 15 dias de maceração pelicular. 10% do vinho foi envelhecido em barricas usadas de carvalho francês durante 12 meses.

Notas de Prova

Cor vermelha, com bordo roxo avermelhado, muito vivo. O aroma é fino, marcado por fruta pouco madura bem integrada, com notas balsâmicas. Na boca, o vinho mostra-se bem estruturado, simples e refrescante. O pouco contacto com a madeira faz sobressair a fruta e mineralidade. O palato é firme com boa profundidade, apresentando um final fresco com excelente acidez.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Inox

Engarrafado

Novembro 2013

Estágio

12 meses em barricas usadas de carvalho francês (10%), restante em inox

Extracto Seco (g/dm3)

28.1

Açúcar Residual (g/dm3)

1.8

Álcool (%)

13

pH

3.67

Acidez Total (g/dm3)

4.8

Acidez Volátil (g/dm3)

0.5

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

24

SO2 Total (mg/dm3)

62

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9922

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas (peru, frango,..). Sugestões vegetarianas: pratos com massa.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

A vindima de 2013 começou no dia 19 de Agosto, mais cedo do que o habitual, de forma a manter os níveis altos de acidez e evitar graus alcoólicos elevados. O ano foi mais produtivo, cerca de 25% relativamente ao ano anterior. A decisão de começar a vindima mais cedo acabou por se revelar acertada, uma vez que as principais vinhas tinham sido já vindimadas antes de começar a chover intensamente a 27 de Setembro.

As uvas foram colhidas num óptimo estado de maturação, com teores de acidez elevados e teores de açúcar muito equilibrados; após escolha, o desengace foi total. A fermentação decorreu em cubas de aço inox com 8 a 15 dias de maceração pelicular. 15% do vinho foi envelhecido em barricas usadas de carvalho francês durante 12 meses.

Notas de Prova

Cor rubi muito viva, de média concentração. Vibrante no nariz, perfumado, com um aroma fresco e muito expressivo nas notas de fruta silvestre. Especiarias e folhas de chá, harmoniosamente ligadas a um perfil balsâmico, originam um aroma complexo e cativante. Na boca, mais elegante que a edição anterior, tem um perfil marcadamente mineral. Com um bom volume de boca, jovem, com boa acidez e taninos macios, é um vinho que apetece beber, sem ser pesado graças ao seu equilíbrio. Final longo, com um sabor mineral muito refrescante.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-400

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Engarrafado

Setembro 2014

Estágio

12 meses em barricas de carvalho francês (20%) e cubas inox (80%)

Extracto Seco (g/dm3)

28.7

Álcool (%)

13

pH

3.72

Acidez Total (g/dm3)

4.7

Acidez Volátil (g/dm3)

0.6

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

28

SO2 Total (mg/dm3)

69

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9921

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas (peru, frango,..). Sugestões vegetarianas: pratos com massa.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

A colheita de 2014 foi ligeiramente inferior em produção relativamente a 2013, mas foi altamente compensada pela qualidade. Começou no início de Setembro, com o objectivo de se manter os altos níveis de acidez, equilíbrio e frescura dos vinhos. Tal como no ano anterior, o início precoce evitou a sobre maturação de algumas vinhas mais expostas e a chuva no final do mês.

As uvas foram colhidas em óptimo estado de maturação, com um alto teor de acidez e níveis de açúcar equilibrados. Após selecção à entrada da adega, as uvas foram 100% desengaçadas e a fermentação decorreu em cubas de inox com 8 a 15 dias de maceração pelicular. 15% do vinho foi envelhecido em barricas usadas de carvalho francês durante 12 meses.

Notas de Prova

Cor vermelha média. Expressivo no aroma, apresenta algumas nuances florais e de frutos silvestres, dominados por um perfil balsâmico fresco. No palato, é mais elegante do que a edição anterior, com um carácter marcadamente mineral. De grande equilíbrio e elegância, este vinho apresenta o estilo simples (descomplicado) que nos propusemos alcançar.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Estágio

12 meses em barricas de carvalho francês (20%) e cubas inox (80%)

Extracto Seco (g/dm3)

26.8

Açúcar Residual (g/dm3)

0.6

Álcool (%)

13

pH

3.63

Acidez Total (g/dm3)

4.7

Acidez Volátil (g/dm3)

0.7

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

28

SO2 Total (mg/dm3)

73

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9924

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas (peru, frango,..). Sugestões vegetarianas: pratos com massa.

Por detrás do TWISTED encontra-se a ideia da criação de um vinho tinto agradável e acessível, mantendo a complexidade, as notas minerais e grande profundidade, tal como nos vinhos do Douro clássicos.

O rótulo conta-nos também uma história, escrita e ilustrada pelo artista americano Bill Plympton.

Vinificação

2015 foi um ano excelente, com bons níveis de precipitação durante o Inverno e um ciclo vegetativo bastante seco, o que resultou numa baixa incidência de doenças. A fase de maturação, com o aparecimento do “pintor” deu-se relativamente cedo, em Julho, conduzindo ao início da vindima em Setembro, antes de começar a chuva que se fez sentir a meio do mês.

As uvas foram colhidas em óptimo estado de maturação, com um alto teor de acidez e níveis de açúcar equilibrados. Após selecção à entrada da adega, foram 100% desengaçadas e a fermentação decorreu em cubas de inox com 8 a 15 dias de maceração pelicular. 15% do vinho foi envelhecido em barricas usadas de carvalho francês durante 12 meses.

Notas de Prova

Cor de tijolo média, com um magnífico aroma, fresco, limpo e preciso de cerejas escuras, sugestões florais e um perfil rústico e balsâmico de especiarias. No palato, é mais robusto que no ano anterior, com um carácter marcadamente rústico. Uma vez mais, um vinho excelente, equilibrado e elegante, apresentando o estilo simples (descomplicado) que nos propusemos alcançar.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10 - 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e inox

Fermentação

Cubas inox

Estágio

12 meses em barricas de carvalho francês (20%) e cubas inox (80%)

Açúcar Residual (g/dm3)

0.6

Álcool (%)

13

pH

3.74

Acidez Total (g/dm3)

4.6

Acidez Volátil (g/dm3)

0.5

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

23

SO2 Total (mg/dm3)

54

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9922

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas (peru, frango,..). Sugestões vegetarianas: pratos com massa.

O Twisted é um vinho agradável, fácil de beber, mas com complexidade, notas minerais e grande profundidade, característico dos vinhos clássicos do Douro. É produzido a partir de vinhas localizadas na sub-região de Cima Corgo, sendo as principais castas, a Touriga Franca, a Tinta Roriz, a Touriga Nacional, a Tinta Amarela e a Tinta Barroca. A sua frescura e juventude, bem integradas com taninos suaves, resultam num vinho extremamente agradável. A criação e a ilustração do rótulo foram feitas pelo ilustrador americano Bill Plympton.

Vinificação

O ano vitícola de 2016 caracterizou-se atípico, o Inverno foi quente e chuvoso, a Primavera fria e muito chuvosa e o Verão extremamente quente e seco. As condições do estado do tempo contribuíram para um abrolhamento precoce (cerca de duas semanas) verificando-se, no entanto, ao longo da Primavera, um atraso significativo do ciclo vegetativo, em especial do “Pintor”, que ocorreu com cerca de duas semanas de atraso. As uvas foram colhidas em óptimo estado de maturação, com um alto teor de acidez e níveis de açúcar equilibrados. Após a selecção à entrada da adega, as uvas foram 100% desengaçadas e a fermentação decorreu em cubas de inox com 8 a 15 dias de maceração pelicular. 15% do vinho foi envelhecido em barricas usadas de carvalho francês durante 12 meses.

Notas de Prova

Cor viva e de média intensidade. É expressivo no aroma, apresentando um perfil fresco e floral, dominado por notas balsâmicas, muito típicas do Douro. Na boca, é elegante, leve e discreto, sem pesar, com um carácter marcadamente mineral.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) SA

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Vinhas

Várias

Idade das Cepas

10-40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela e outras

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e Inox

Fermentação

Cubas inox

Estágio

12 meses em barricas de carvalho francês (15%) e cubas de inox (85%)

Açúcar Residual (g/dm3)

0.6

Álcool (%)

13

pH

3.69

Acidez Total (g/dm3)

4.9

Acidez Volátil (g/dm3)

0.5

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

24

SO2 Total (mg/dm3)

70

Alergénios

Albumina de ovo e sulfitos

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas (peru, frango). Sugestões vegetarianas: pratos com massa.

Garrafa

Caixa

30.3 15.2 × 6 cardboard

Palette

120 80 × 20 Fiadas 100 Caixas

O Twisted é um vinho agradável, fácil de beber, mas com complexidade, notas minerais e grande profundidade, característico dos vinhos clássicos do Douro. É produzido a partir de vinhas localizadas na sub-região de Cima Corgo, sendo as principais castas, a Touriga Franca, a Tinta Roriz, a Touriga Nacional, a Tinta Amarela e a Tinta Barroca. A sua frescura e juventude, bem integradas com taninos suaves, resultam num vinho extremamente agradável. A criação e a ilustração do rótulo foram feitas pelo ilustrador americano Bill Plympton.

Vinificação

O ano de 2018 foi um ano fresco até Agosto, com o Julho mais fresco da história do sec. XXI. A maturação da videira apresentava um atraso de cerca de 3 semanas face ao ano de 2017. Nos primeiros dias de Agosto verificou-se uma forte subida de temperatura: 4 de Agosto foi o dia mais quente do século XXI (até à data), tendo a maturação das uvas prosseguido lentamente durante o mês de Setembro. Devido ao stress hídrico imposto, as plantas originaram mostos com pouca graduação alcoólica e boa maturação fenólica, com bastante complexidade e mineralidade.

Após o transporte para a Quinta de Nápoles as uvas foram cuidadosamente desengaçadas para uma cuba de inox onde fermentaram a uma temperatura controlada durante cerca de uma semana. Uma parte do lote estagia em barricas de carvalho francês enquanto que o restante mantem-se no Inox durante cerca de 6 meses.

Notas de Prova

Bonita e intensa cor Ruby.

O nariz mostra o que foi o ano de 2018 – um ano fresco e com maturações moderadas. O perfil aromático do vinho é elegante, com notas minerais em harmonia com toques balsâmicos, florais e de fruta vermelha fresca.

Na boca mostra-se leve e fino, com taninos suaves mas persistentes. A boa acidez do conjunto torna-o fácil de beber e de gostar.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Idade das Cepas

10 a 40 anos

Castas

Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela

Densidade por HA

4000

Condução das Vinhas

Guyot e Royat

Altura do Mar

100-150m

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica e Cuba de Inox

Fermentação

Cuba de Inox

Engarrafado

Setembro 2019

Estágio

6 meses Barrica e Cuba de Inox

Extracto Seco (g/dm3)

30.7

Açúcar Residual (g/dm3)

0.6

Álcool (%)

13.3

pH

3.66

Acidez Total (g/dm3)

5.4

Acidez Volátil (g/dm3)

0.5

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

27

SO2 Total (mg/dm3)

74

Massa Volúmica (g/cm3)

0.99

Produção

500000 garrafas

Alergénios

Sulfitos e Albumina de ovo

Sugestão de acompanhamento

Carnes brancas ,massas e pratos vegetarianos.

Garrafa

Caixa

31 16 23 × 6 7400 cardboard

Palette

120 80 × 4 Fiadas 100 Caixas