Moscatel do DouroMoscatel do Douro

Portugal tem um longa tradição na produção de Moscatéis, nomeadamente

nas regiões de Setúbal e Douro, mais precisamente em Favaios, onde a casta

existente é o Moscatel Petit Grains.

Na Niepoort, produziu-se Moscatel desde os anos 20, mas por razões

burocráticas este foi desaparecendo até se deixar de produzir completamente.

Para Dirk, o Moscatel é uma das grandes castas do mundo, daí termos

decidido recuperar, em 2000, a produção de Moscatel. O estilo Niepoort

caracteriza-se por um vinho encorpado, com boa estrutura e uma acidez alta,

permitindo obter um vinho leve e fresco.

Vinificação

Em 2000, tivemos uma produção baixa, devido a uma pobre floração, permitindo

no entanto, uma boa relação entre película e polpa. Houve apenas um único dia

de chuva, a 28 de Setembro, tendo a vindima decorrido em condições ideais,

com noites frescas e dias fantásticos.

A uvas foram colhidas pouco antes de estarem completamente maduras de

forma a garantir um nível de acidez alto. O vinho fermentou em lagares com

100% de engaço, estagiando depois em pipas usadas (antigas) e 10% em

barricas novas de carvalho francês.

Notas de Prova

Fresco, vibrante e aromático, apresenta notas de casca de laranja típicas da casta

Moscatel. Com um bom corpo e estrutura, mostra uma incrível frescura e leveza

devido à acidez.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Douro

Tipo de Solo

Xisto

Castas

Moscatel

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Fermentação

Lagares

Engarrafado

Junho 2010

Estágio

Pipas antigas de 550l e barricas novas de carvalho francês

Extracto Seco (g/dm3)

185.1

Açúcar Residual (g/dm3)

156

Álcool (%)

20

Baumé

6.5

pH

3.2

Acidez Total (g/dm3)

5.2

Acidez Volátil (g/dm3)

0.4

SO2 Total (mg/dm3)

52

Massa Volúmica (g/cm3)

1.05

Sugestão de acompanhamento

Presunto, cheesecake, tarte de frutas com laranja.

Garrafa

Caixa

23.5 19.6 × 12 8255.4 cardboard

Palette

120 80 × 6 Fiadas 108 Caixas