Vitor ClaroVitor Claro

Monte das Pratas é uma pequena vinha de uva branca, a oitocentos metros de altitude, virada a norte-poente, com uma idade média de setenta anos, localizada na aldeia do Reguengo. A ideia subjacente ao Dominó é a de vinificar parcela a parcela para que se consiga imprimir o carácter tão diversificado desta magnífica região que é Portalegre.

Vinificação

2011 foi um ano muito equilibrado. Com chuvas na sua altura própria, uma belíssima Primavera e um Verão muito seco mas sem calor excessivo, equilibrado e ameno. A vindima foi atrasada durante uma semana e realizou-se no dia 10 de Setembro. O talhão mais antigo tem três filas com cerca de cinquenta pés de Moscatel Nunes. Ao contrário do ano anterior, este também foi vindimado e faz parte do lote. Da prensagem sem desengaçar resultou um mosto doce, acídulo e herbáceo. Decantou sem auxílio numa cuba, durante vinte e quatro horas. No dia seguinte, repartiu¬-se entre três barricas de carvalho francês Allier, onde fermentou sem inoculação.

Notas de Prova

Com uma acidez rasgada, resultante de um Verão mais ameno, a boca mantém-se firmemente seca. O nariz está surpreendentemente floral, dada a mais longa maturação tanto do Fernão Pires, como da nova contribuição do Moscatel.

Acaba por ser uma surpresa, um vinho com um perfil de nariz tão delicado e uma boca tão austera. A prova num copo mais fechado e a temperaturas mais baixas vai evidenciar as notas florais e a prova num copo mais aberto deixará na boca uma maior sensação de frescura e mineralidade.

Informação Técnica

Produtor

Vítor Hugo A. Claro

Região

Portalegre

Tipo de Solo

Xisto

Idade das Cepas

Média de 70 anos

Castas

Alicante Branco, Moscatel Nunes, Fernão Pires, Dorinto, Tamarez, Síria, Pérola e outras

Altura do Mar

800

Período de Vindima

9 de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Não realizada

Fermentação

Sem inoculação, em barrica

Engarrafado

Julho 2012

Estágio

10 meses em barrica usada

Açúcar Residual (g/dm3)

1.7

Álcool (%)

12

pH

3.3

Acidez Total (g/dm3)

5.3

Acidez Volátil (g/dm3)

0.51

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

139

Produção

800 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Acompanha bem com peixe cozido ao vapor à Portuguesa, com batata e cenoura. Queijos suaves de média cura.

Salão Frio é uma pequena localidade a 750 metros de altitude em pleno Parque Natural da Serra de S. Mamede. Rica em vinhas para consumo caseiro, a vinha que domina a pitoresca povoação, tem cerca de 60 anos e possui duas encostas. Uma totalmente virada a sul e outra virada a norte. O encontro das duas combina uma maturação mais suave com outra mais rica.

Vinificação

2011 foi um ano muito equilibrado. Com chuvas na sua altura própria, uma belíssima Primavera e um Verão muito seco mas sem calor excessivo, equilibrado e ameno. A vindima foi atrasada durante uma semana e realizou-se no dia 10 de Setembro. 20% sem desengaçar foi para o fundo de um depósito de inox, coberto com os restantes 80% engaçados, mas sem esmagamento algum. A ideia era deixar uma fermentação muito natural, sem controlo de temperaturas, embora o depósito esteja num sítio naturalmente fresco, sem extracção demasiada e forçada.

Esteve com as massas até ao final de Outubro, e foi depois prensado, tendo passado para barricas usadas de carvalho francês Allier, onde ficou durante 15 meses.

Notas de Prova

Notas de carvão, do xisto, fruto verde e aromas vegetais, típicos de vinhas de altitude. Acidez e tanino seco e o blend das vinhas velhas a marcar bem o aroma clássico e austero de uvas sem sobrematuração e com o álcool suave muito bem integrado.

Informação Técnica

Produtor

Vítor Hugo A. Claro

Região

Portalegre

Tipo de Solo

Xisto

Idade das Cepas

Média de 50 anos

Castas

Alicante Bouschet, Tinta Francesa, Moreto, Castelão, Trincadeira e outras

Altura do Mar

800

Período de Vindima

10 de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Sim

Fermentação

Sem inoculação, em inox

Engarrafado

Janeiro 2013

Estágio

15 meses em barricas usadas

Açúcar Residual (g/dm3)

2

Álcool (%)

12

pH

3.48

Acidez Total (g/dm3)

5.4

Acidez Volátil (g/dm3)

0.91

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

137

Produção

800 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Acompanha pratos de caça de pêlo, tais como javali, coelho e lebre.