Lagar de BaixoLagar de Baixo

A enorme paixão de Dirk Niepoort pela casta Baga e pelo fantástico terroir da região da Bairrada levou-o a procurar, ao longo dos últimos três anos, pequenas parcelas de Baga em vinhas muito velhas, espalhadas pela zona de Cantanhede. Estes vinhos eram leves na cor e no grau alcoólico, elegantes e finos, logo após o engarrafamento, mas com um enorme potencial de envelhecimento. Em 2012, com a aquisição da Quinta de Baixo, foi possível recriar a marca Lagar de Baixo com um perfil clássico e que dignificasse a nobreza da casta Baga na Bairrada. O Lagar de Baixo Tinto é o resultado da junção de vinhas muito velhas com vinhas mais jovens: um tinto complexo e sério, mas com alguma juventude e garra.

Vinificação

2012 foi um ano muito seco, quase sem chuva durante o Inverno e a Primavera. Como consequência disso, a rebentação ocorreu quinze dias mais tarde do que no ano anterior e todo o ciclo vegetativo se atrasou. O Verão não foi tão quente como habitualmente e as noites foram bastante frias nas duas últimas semanas de Agosto. A produção foi menor devido à falta de água no solo e a alguma chuva durante a floração. Por essa razão, os cachos e bagas apresentaram-se mais pequenos do que o normal, cerca de 20% a 30%, quando comparados com o ano anterior.

A vindima começou em finais de Setembro. Nas vinhas velhas, a maturação foi muito equilibrada, com um bom teor de açúcar nas uvas e um teor de ácido málico relativamente alto, tendo conferido bons pHs ao vinho, embora a acidez total fosse menor do que no ano anterior. Os vinhos tintos apresentam cores profundas, boa concentração, são equilibrados e com boa frescura. O Lagar de Baixo 2012 provém de várias parcelas, algumas muito velhas, outras mais recentes como Montarro, com cerca de 15 anos. Foi vinificado em lagar, onde fermentou e macerou durante 5 semanas. A maloláctica ocorreu em barricas velhas de 225L, onde estagiou durante 20 meses. Foi engarrafado sem filtração.

Notas de Prova

De cor rubi de média concentração, o Lagar de Baixo Tinto 2012 é muito expressivo nas notas de fruto vermelho fresco, levemente vegetal, lembrando sugestões de engaço. Fresco e muito definido no aroma, apresenta um perfil muito atractivo. Muito fino na boca, com um perfil mineral e silvestre, é um vinho de taninos bem presentes, mas harmonizados com o bom volume de boca. Fresco e delicado, com presença mas sem ser opulento. O final de boca é refrescante e muito longo. Com a acidez típica da casta Baga num conjunto muito equilibrado, prevê-se um longo e nobre envelhecimento em cave.

Informação Técnica

Produtor

Quinta de Baixo (Vinhos) S.A.

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo-calcário

Idade das Cepas

20 anos e 80 anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500-5000

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

À cota do mar

Período de Vindima

Finais de Setembro 2012

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barricas

Fermentação

Em lagar com 20% de engaço

Engarrafado

Junho 2014

Estágio

20 meses em barricas

Extracto Seco (g/dm3)

22.1

Açúcar Residual (g/dm3)

1.6

Álcool (%)

12.5

pH

3.51

Acidez Total (g/dm3)

5.42

Acidez Volátil (g/dm3)

0.64

SO2 Total (mg/dm3)

54

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9919

Produção

9.000 garrafas/0.75L

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

Na sua segunda edição, o Lagar de Baixo 2013 continua com a mesma missão, a de reflectir o potencial da Baga da Bairrada, num registo clássico. O Lagar de Baixo Tinto é o resultado da junção de uvas de vinhas muito velhas com uvas de vinhas mais jovens, um tinto complexo e sério, mas com juventude e garra.

Vinificação

2013 foi um ano húmido, com chuva durante o Inverno e Primavera. Como consequência, a rebentação ocorreu quinze dias mais tarde do que no ano anterior e todo o ciclo vegetativo se atrasou. O Verão não foi tão quente como habitualmente e as noites foram bastante frias nas duas últimas semanas de Agosto.

A vindima começou nas vinhas mais novas no início de Setembro. A maturação foi equilibrada, com as uvas a apresentar um bom teor de açúcar e um teor de ácido málico relativamente alto, o que originou uma acidez total mais elevada que no ano anterior. O Lagar de Baixo 2013 foi vinificado em lagar, onde fermentou durante 4 semanas, terminando a fermentação em barrica e tonel. A fermentação maloláctica decorreu em barrica usada de 228L e em tonel usado de 2500L, onde estagiou durante 18 meses. Foi engarrafado sem filtração.

Notas de Prova

Mais leve na cor que o seu antecessor, apresenta aroma de cerejas e amoras, com ligeiro perfil vegetal a lembrar engaço. A barrica está plenamente integrada, num conjunto delicado, muito perfumado e expressivo. Na boca, sente-se garra, muita precisão e taninos bem presentes, ligeiramente terrosos, muito típicos da casta Baga. Embora tenha um volume de boca ligeiro, a estrutura no palato é vigorosa, com um final de boca muito refrescante, limpo e com muita vivacidade. Com apenas 11,3% e um excelente equilíbrio, convida-nos sempre para mais um copo, sem pesar. Deve servir-se em copo Borgonha e ligeiramente refrescado (14º/15ºC).

Informação Técnica

Produtor

Quinta de Baixo (Vinhos) S.A.

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo-calcário

Idade das Cepas

20 anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

À cota do mar

Período de Vindima

Inícios de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Barrica/Tonel

Fermentação

Lagar/Barrica/Tonel

Engarrafado

Junho 2015

Estágio

18 meses em Barrica/Tonel

Açúcar Residual (g/dm3)

1.4

Álcool (%)

11.5

Acidez Total (g/dm3)

6.04

Acidez Volátil (g/dm3)

0.79

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

25

Produção

3.900 garrafas/0.75L

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

A 3ª edição do Lagar de Baixo apresenta um estilo diferente das edições anteriores. Com um registo mais puro, fino e elegante, reflete uma vinificação que passa apenas por tonéis usados. Para assinalar esta mudança alterámos também o estilo da garrafa que deixa de ser Bordalesa e passa a ser Borgonha.

Vinificação

O Inverno na Bairrada foi longo, rigoroso e com uma precipitação elevada, como já tinha acontecido em 2013. Uma Primavera quase inexistente e um Verão com temperaturas a rondar os 30°C dificultaram o controlo de doenças e a maturação.

Na vinha, iniciou-se o controlo de maturação em meados de Agosto, provando-se o bago e verificando-se o aspecto sanitário das uvas. A vindima começou no início de Setembro. O Lagar de Baixo 2014 foi vinificado em lagar, com 30% de engaço, onde fermentou durante 4 semanas, terminando a fermentação em toneis usados de 2500 L. A fermentação maloláctica decorreu nos mesmos toneis, onde estagiou durante 20 meses. Foi engarrafado sem filtração.

Notas de Prova

Muito leve na cor rubi, apresenta aroma de cerejas e amoras, com ligeiro perfil vegetal a lembrar engaço. É delicado mas muito expressivo, com a fruta muito fresca e vibrante. Na boca, sente-se garra, com taninos bem presentes, ligeiramente terrosos, muito típicos da casta Baga. O longo estágio em tonel conferiu-lhe muita coesão e precisão. É elegante e fino e embora se mostre jovem apresenta já um excelente equilíbrio. Deve servir-se em copo Borgonha e ligeiramente refrescado (14º/15ºC).

Informação Técnica

Produtor

Quinta de Baixo (Vinhos) S.A.

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo-calcário

Idade das Cepas

20 a 40 anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

À cota do mar

Período de Vindima

Inícios de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Tonel

Fermentação

Lagar com 30% de engaço

Engarrafado

Junho 2016

Estágio

20 meses em tonel

Açúcar Residual (g/dm3)

1.7

Álcool (%)

11

Acidez Total (g/dm3)

5.25

Acidez Volátil (g/dm3)

0.77

SO2 Total (mg/dm3)

41

Massa Volúmica (g/cm3)

1

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

Após a alteração de estilo, na colheita anterior, onde se deixou de estagiar em barricas, passando o estágio a fazer-se em tonel, este Lagar de Baixo 2015 mostra todo o potencial da casta Baga num ano fantástico em termos de viticultura.

Vinificação

2015 foi um ano húmido, com chuva durante o Inverno e a Primavera. Como consequência disso, a rebentação ocorreu quinze dias mais tarde do que no ano anterior atrasando todo o ciclo vegetativo. O Verão não foi tão quente como habitualmente e as noites foram bastante frias nas últimas duas semanas de Agosto.

A vindima começou no início de Setembro. A maturação foi muito equilibrada, com um bom teor de açúcar e um teor de ácido málico relativamente alto, conferindo bom pH ao vinho e resultando numa acidez total mais elevada do que no ano anterior. Foi vinificado em lagar aberto, onde fermentou durante 4 semanas, terminando a fermentação em toneis usados de 2.500 L. Estagiou durante 18 meses. Foi engarrafado sem filtração.

Notas de Prova

Leve na cor rubi, apresenta aroma de cerejas e amoras, com ligeiro perfil vegetal a lembrar engaço. Muito expressivo e de recorte clássico, com a fruta silvestre muito fresca e vibrante. Na boca, sente-se garra, com bom volume de boca e taninos finos, ligeiramente terrosos, muito típicos da casta Baga. Com uma acidez notável, o longo estágio em tonel conferiu-lhe muita coesão e precisão. É elegante e fino e embora se mostre jovem apresenta já um excelente equilíbrio. Deve servir-se em copo Borgonha e ligeiramente refrescado (14º/15ºC).

Informação Técnica

Produtor

Niepoort / Quinta de Baixo (Vinhos) S.A

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo-Cálcario

Idade das Cepas

20 Anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

Ao nível do mar

Período de Vindima

Inicio de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Tonel

Fermentação

Lagar/Tonel

Engarrafado

Junho 2017

Estágio

18 meses em Tonel

Extracto Seco (g/dm3)

22.2

Açúcar Residual (g/dm3)

1.5

Álcool (%)

11.5

pH

3.48

Acidez Total (g/dm3)

5.3

Acidez Volátil (g/dm3)

0.67

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

20

SO2 Total (mg/dm3)

60

Produção

10 000 garrafas de 0,75L

Alergénios

Sulfitos

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

Garrafa

Caixa

17 24.5 × 6 9700

Palette

120 80 × 8 Fiadas 80 Caixas

A enorme paixão de Dirk Niepoort pela casta Baga e pelo fantástico terroir da região da Bairrada levou-o a procurar, ao longo dos últimos anos, pequenas parcelas de Baga em vinhas muito velhas, espalhadas pela zona de Cantanhede.

Esta zona da Bairrada originava vinhos leves na cor e no grau alcoólico, elegantes e finos, mas com um enorme potencial de envelhecimento.

Em 2012, com a aquisição da Quinta de Baixo, foi possível recriar a marca Lagar de Baixo com um perfil clássico e que dignificasse a nobreza da casta Baga na Bairrada. O Lagar de Baixo tinto é o resultado da junção de vinhas muito velhas com vinhas mais jovens: um tinto complexo e sério, mas com alguma juventude e garra.

O Lagar de Baixo 2016 é o nosso vinho mais "Bairradino" e clássico da Quinta de Baixo, fermentou em lagar e estagiou em tonéis usados.

Vinificação

O Inverno na Bairrada foi longo, rigoroso e com uma precipitação elevada, como já tinha acontecido em 2013. Uma Primavera quase inexistente e um Verão com temperaturas a rondar os 30ºC dificultaram o controlo de doenças e maturação.

Na vinha, iniciou-se o controlo de maturação em meados de Agosto, provando-se o bago e verificando-se o aspeto sanitário das uvas. A vindima começou no início de Setembro. O Lagar de Baixo foi vinificado em lagar e cuba de inox, onde fermentou durante semanas, terminando a fermentação em tonéis usados de 2500L. A fermentação maloláctica decorreu nos mesmos tonéis onde estagiou durante 20 meses. Foi engarrafado sem filtração.

Notas de Prova

Leve na cor rubi, apresenta um aroma fresco, pleno de frutos vermelhos, especiarias e argila, refletindo o solo de onde provém. Delicado mas muito expressivo, a fruta é muito fresca e vibrante, em conjunto com notas verdes de engaço.

Na boca, sente-se garra, com taninos bem presentes, ligeiramente terrosos, muito típicos da casta Baga.

O longo estágio em tonel conferiu ao vinho muita coesão e precisão. Elegante e fino, embora se mostre jovem apresenta já um excelente equilíbrio.

Com apenas 11,5% álcool, convida-nos sempre para mais um copo, sem pesar. Deve servir-se em copo Borgonha e ligeiramente refrescado (14º/15ºC).

Informação Técnica

Produtor

Niepoort / Quinta de Baixo (Vinhos) S.A

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo-calcário

Idade das Cepas

40 a 60 anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

80 a 100

Período de Vindima

Inícios de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Tonel

Fermentação

Lagar / Inox com maceração carbónica

Engarrafado

Junho 2018

Estágio

20 meses em Tonel

Açúcar Residual (g/dm3)

1.8

Álcool (%)

11.5

Acidez Total (g/dm3)

4.64

Acidez Volátil (g/dm3)

0.6

SO2 Total (mg/dm3)

63

Massa Volúmica (g/cm3)

0.99

Produção

9600 garrafas de 0,75L

Alergénios

Sulfitos

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

Garrafa

Caixa

17 24.5 × 6 9700 cardboard

Palette

120 80 × 8 Fiadas 80 Caixas

A enorme paixão de Dirk Niepoort pela casta Baga e pelo fantástico terroir da região da Bairrada levou-o a procurar, ao longo dos últimos anos, pequenas parcelas de Baga em vinhas muito velhas, espalhadas pela zona de Cantanhede.

Esta zona da Bairrada originava vinhos leves na cor e no grau alcoólico, elegantes e finos, mas com um enorme potencial de envelhecimento.

Em 2012, com a aquisição da Quinta de Baixo, foi possível recriar a marca Lagar de Baixo com um perfil clássico e que dignificasse a nobreza da casta Baga na Bairrada. O Lagar de Baixo tinto é o resultado da junção de vinhas muito velhas com vinhas mais jovens: um tinto complexo e sério, mas com alguma juventude e garra.

O Lagar de Baixo 2017 é o nosso vinho mais "Bairradino" e clássico da Quinta de Baixo, fermentou em lagar e estagiou em tonéis usados.

Vinificação

O Inverno 2016/2017, na Bairrada, foi muito seco. Na Primavera houve alguma precipitação, em finais de Abril princípio de Maio, mas o Verão voltou a ser muito seco. O valor baixo de humidade permitiu que a incidência de doenças fosse praticamente nula e que não houvesse necessidade de tratamentos na vinha. Devido à seca extrema, o amadurecimento da uva foi muito precoce e com o calor intenso que se fez sentir, a vindima acabou por se antecipar cerca de 3 semanas relativamente ao ano anterior, iniciando-se a 17 de Agosto e terminando a 19 de Setembro.

Foi um bom ano, os vinhos com um grau alcoólico mais elevado do que no ano anterior, mas com uma acidez muito equilibrada.

O Lagar de Baixo foi vinificado em lagar e cuba de inox, onde fermentou durante 4 semanas, terminando a fermentação em tonéis usados de 2500L. A fermentação maloláctica decorreu nos mesmos tonéis onde estagiou durante 20 meses. Foi engarrafado sem filtração.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort /Quinta de Baixo (Vinhos) S.A

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo- Calcário

Idade das Cepas

40-60 anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

80 a 100

Período de Vindima

Agosto e Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Em Tonel

Fermentação

Lagar e cuba de Inox com maceração carbónica

Engarrafado

Julho 2019

Estágio

22 meses em Tonel

Açúcar Residual (g/dm3)

1.8

Álcool (%)

12.6

Acidez Total (g/dm3)

4.8

Acidez Volátil (g/dm3)

0.58

SO2 Total (mg/dm3)

71

Produção

9900 Garrafas

Alergénios

Sulfitos

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

Apto para Veganos & Vegetarianos

sim

Garrafa

Caixa

17 24.5 × 6 9700 cardboard

Palette

120 80 × 8 Fiadas 80 Caixas

A enorme paixão de Dirk Niepoort pela casta Baga e pelo fantástico terroir da região da Bairrada levou-o a procurar, ao longo dos últimos anos, pequenas parcelas de Baga em vinhas muito velhas, espalhadas pela zona de Cantanhede.

Esta zona da Bairrada originava vinhos leves na cor e no grau alcoólico, elegantes e finos, mas com um enorme potencial de envelhecimento.

Em 2012, com a aquisição da Quinta de Baixo, foi possível recriar a marca Lagar de Baixo com um perfil clássico e que dignificasse a nobreza da casta Baga na Bairrada. O Lagar de Baixo tinto é o resultado da junção de vinhas muito velhas com vinhas mais jovens: um tinto complexo e sério, mas com alguma juventude e garra.

Vinificação

O ano vitícola de 2018 revelou-se difícil pela elevada pluviosidade verificada entre os meses de Janeiro e Maio, resultando numa nascença de fruto pouco abundante mas de elevada qualidade. Pelas condições climatéricas, foi necessário extremo cuidado no planeamento de tratamentos preventivos. O verão trouxe temperaturas elevadas, propícias a uma boa maturação da uva dadas as abundantes reservas hídricas no solo.

Embora tenha sido um ano difícil pelas razões já enunciadas, a apreciação global é claramente positiva. Os vinhos apresentam uma acidez equilibrada, com uma elevada intensidade de cor. As elevadas temperaturas em Agosto e Setembro resultaram num teor alcoólico ligeiramente mais elevado, mantendo a frescura e elegância nos vinhos da Quinta de Baixo.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort/Quinta de Baixo (Vinhos) S.A

Região

Bairrada

Tipo de Vinho

Tinto

Tipo de Solo

Argilo-calcário

Idade das Cepas

40 a 60 Anos

Castas

Baga

Densidade por HA

2500

Condução das Vinhas

Guyot

Altitude (m)

80 a 100

Período de Vindima

Agosto e Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Em Tonel

Fermentação

Lagar e cuba de Inox com maceração carbónica

Engarrafado

Junho 2020

Estágio

21 meses em cuba de inox

Extracto Seco (g/dm3)

24.8

Açúcar Residual (g/dm3)

1.1

Álcool (%)

12.6

pH

3.61

Acidez Total (g/dm3)

4.9

Acidez Volátil (g/dm3)

0.6

SO2 Total (mg/dm3)

90

Massa Volúmica (g/cm3)

0.993

Produção

10000 Garrafas

Alergénios

Sulfitos

Sugestão de acompanhamento

Pratos de caça (perdiz, javali), feijoada, bacalhau assado. Sugestões vegetarianas: pratos com leguminosas (feijão vermelho, lentilhas).

Apto para Veganos & Vegetarianos

sim

Garrafa

Caixa

17.5 25 33.5 × 6 9700 cardboard

Palette

120 80 × 8 Fiadas 80 Caixas