RótuloRótulo

O sonho de produzir vinhos no Dão começou em 2012. Desde então fomos procurando parcelas, algumas de vinhas muito velhas, que expressassem o carácter único desta região, onde o micro-clima serrano e os solos de granito sempre ofereceram vinhos genuínos. Na primeira edição do Dão Rótulo conseguimos um vinho fresco, leve, mas autêntico.

Vinificação

Vindimado no início de Setembro, as uvas representam na sua grande maioria vinhas com uma idade entre 20 e 50 anos, com predominância de Alfrocheiro, Jaen e Touriga Nacional. Depois de uma selecção criteriosa, o vinho envelheceu 22 meses em cubas de cimento. Foi engarrafado sem clarificação nem filtração, sendo por isso normal o aparecimento de cristais depois de alguns anos de envelhecimento. Este vinho foi engarrafado dia 4 de Agosto de 2014.

Notas de Prova

Cor rubi de boa concentração. O aroma é muito elegante, ligeiramente floral, com notas de fruta silvestre e alguns mentolados. Na boca, mostra-se vivo, e com acidez. A fruta fresca e os sabores especiados estão envolvidos num perfil mineral refrescante. Apresenta bom volume de boca, sem ser pesado, oferecendo um final perfumado, longo e muito equilibrado.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Dão

Tipo de Solo

Granito

Vinhas

Vinhas da zona de Gouveia e de Vila Nova de Tázem

Idade das Cepas

20 a 50 anos

Castas

Touriga Nacional, Jaen, Alfrocheiro

Densidade por HA

6000

Condução das Vinhas

Duplo Guyot

Altura do Mar

500

Período de Vindima

Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Cuba de cimento

Fermentação

Cubas de inox

Engarrafado

Setembro de 2014

Estágio

22 meses em cubas de cimento

Extracto Seco (g/dm3)

31.8

Açúcar Residual (g/dm3)

0.8

Álcool (%)

13

pH

3.68

Acidez Total (g/dm3)

5.5

Acidez Volátil (g/dm3)

0.42

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

26

SO2 Total (mg/dm3)

91

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9939

Produção

33.000 garrafas

Sugestão de acompanhamento

Pratos de cozinha tradicional portuguesa, tais como vitela estufada, arroz de pato, bacalhau assado no forno. Enchidos tradicionais.

A segunda edição do Rótulo continua na linha de produzir vinhos de perfil tradicional, frescos, leves e que dão muito prazer à mesa.

O nosso sonho de começar a produzir grandes vinhos no Dão começou em 2012. Desde então, fomos procurando algumas parcelas (algumas de vinhas muito velhas) que expressassem o carácter único da região do Dão, onde o micro-clima serrano e os solos de granito sempre nos ofereceram vinhos autênticos.

Vinificação

Vindimado a meio de Setembro, as uvas vêm na sua grande maioria de vinhas com uma idade entre 30 e 60 anos, predominando as castas Alfrocheiro, Jaen e Touriga Nacional. Depois de uma selecção criteriosa, este vinho foi vinificado em cubas de inox e envelhecido 20 meses em cubas de cimento. Foi engarrafado, utilizando-se o mínimo de técnicas de clarificação, sendo natural o aparecimento de cristais depois de alguns anos de envelhecimento. O vinho foi engarrafado no dia 26 de Março de 2015.

Notas de Prova

Cor rubi concentrada. O aroma é elegante, com fruta preta, aromas florais e perfil balsâmico. Com mais garra que o seu antecessor, mas também com mais volume de boca, mantém um perfil mineral e com notas de especiarias, muito comum nos vinhos clássicos do Dão. O estágio em cimento proporciona um final de boca muito fresco e elegante, sem pesar, mas com boa persistência.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Dão

Tipo de Solo

Granito

Vinhas

Vinhas da zona de Gouveia e de Vila Nova de Tázem

Idade das Cepas

30 a 60 anos

Castas

Touriga Nacional, Jaen, Alfrocheiro

Densidade por HA

6000

Condução das Vinhas

Duplo Guyot

Altura do Mar

500

Período de Vindima

Setembro 2013

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Cuba de cimento

Fermentação

Cubas de inox

Engarrafado

26 de Março de 2015

Estágio

20 meses em vasilhas de cimento

Extracto Seco (g/dm3)

32.8

Açúcar Residual (g/dm3)

1

Álcool (%)

12.5

pH

3.79

Acidez Total (g/dm3)

5.49

Acidez Volátil (g/dm3)

0.63

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

35

SO2 Total (mg/dm3)

96

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9944

Produção

33.000 botellas

Sugestão de acompanhamento

Pratos de cozinha tradicional portuguesa, tais como vitela estufada, arroz de pato, bacalhau assado no forno. Enchidos tradicionais.

O Rótulo nasce da nossa intenção de produzir vinhos de perfil tradicional, frescos, leves e que dão muito prazer à mesa.

O sonho de começar a produzir vinhos no Dão começou em 2012. Desde então, fomos procurando parcelas, algumas de vinhas muito velhas, que expressassem o carácter único desta região, onde o micro-clima serrano e os solos de granito sempre nos ofereceram grandes vinhos.

Vinificação

Vindimadas a meio de Setembro, as uvas vêm na sua grande maioria de vinhas com uma idade entre 30 a 60 anos, onde predominam as castas Alfrocheiro, Jaen e Touriga Nacional. Depois de uma selecção criteriosa, este vinho foi vinificado em cubas de inox e envelhecido 20 meses em cubas de cimento. Foi engarrafado, utilizando-se o mínimo de técnicas de clarificação, sendo por isso natural o aparecimento de cristais depois de alguns anos de envelhecimento.

Notas de Prova

Cor rubi concentrada. O aroma é elegante, com fruta preta, aromas florais e perfil balsâmico. Com bom volume de boca, pleno de frutos silvestres, mostra um perfil mineral, com notas de especiarias, muito comum nos vinhos clássicos do Dão. O estágio em cimento proporciona um final de boca muito fresco e elegante, sem pesar, mas com boa persistência.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Dão

Tipo de Solo

Granito

Vinhas

Vinhas da zona de Gouveia e de Vila Nova de Tázem

Idade das Cepas

30 a 60 anos

Castas

Touriga Nacional, Jaen, Alfrocheiro

Densidade por HA

6000

Condução das Vinhas

duplo guyot

Altura do Mar

500

Período de Vindima

Setembro 2014

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

sim, cuba de cimento

Fermentação

cubas de inox

Engarrafado

junho 2016

Estágio

20 meses em cubas de cimento

Extracto Seco (g/dm3)

31.8

Açúcar Residual (g/dm3)

1

Álcool (%)

12.5

pH

3.74

Acidez Total (g/dm3)

5.19

Acidez Volátil (g/dm3)

0.62

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

27

SO2 Total (mg/dm3)

72

Massa Volúmica (g/cm3)

0.9942

Sugestão de acompanhamento

Pratos de cozinha tradicional portuguesa, tais como vitela estufada, arroz de pato, bacalhau assado no forno. Enchidos tradicionais.

O Rótulo nasce da nossa intenção de produzir vinhos de perfil tradicional, frescos, leves, gastronómicos e que possam ser bebidos em qualquer ocasião.

O sonho de começar a produzir vinhos no Dão começou em 2012 e, desde então, fomos procurando parcelas, algumas de vinhas muito velhas, que expressassem o carácter único desta região, onde o microclima serrano e os solos de granito têm originado grandes vinhos ao longo do tempo.

Vinificação

Vindimadas a meio de Setembro, as uvas provêm na sua grande maioria de vinhas com uma idade entre 30 a 60 anos, onde predominam as castas Alfrocheiro, Jaen e Touriga Nacional. Depois de uma selecção criteriosa, este vinho foi vinificado em cubas de inox e envelhecido 12 meses em cubas de cimento. Foi engarrafado, utilizando-se o mínimo de técnicas de clarificação, sendo por isso natural o aparecimento de cristais depois de alguns anos de envelhecimento.

Notas de Prova

Cor rubi de média concentração. Tal como as edições anteriores, o aroma é elegante, com fruta preta, especiarias, lembrando pimenta preta, notas de flores e perfil balsâmico. Com um bom volume de boca, mostra um perfil mineral, pleno de frutos silvestres e notas de especiarias, muito comum nos vinhos clássicos do Dão. A boa acidez está em harmonia com a fruta fresca. O estágio em cimento proporciona um final de boca muito fresco e elegante e com boa persistência. Dado o seu perfil e juventude, sugerimos uma temperatura de serviço a rondar os 15ºC.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A.

Região

Dão

Tipo de Solo

Granito

Vinhas

Vinhas da zona de Gouveia e de Vila Nova de Tázem

Idade das Cepas

30 a 60 anos

Castas

Touriga Nacional, Jaen, Alfrocheiro

Densidade por HA

6000

Condução das Vinhas

Duplo Guyot

Altura do Mar

500

Período de Vindima

Setembro 2015

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Cuba de cimento

Fermentação

Cubas de inox

Engarrafado

Setembro 2016

Estágio

12 meses em vasilhas de cimento

Extracto Seco (g/dm3)

30

Açúcar Residual (g/dm3)

1

Álcool (%)

12.5

pH

3.82

Acidez Total (g/dm3)

5.07

Acidez Volátil (g/dm3)

0.63

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

20

SO2 Total (mg/dm3)

66

Massa Volúmica (g/cm3)

1

Sugestão de acompanhamento

Pratos de cozinha tradicional portuguesa, tais como vitela estufada, arroz de pato, bacalhau assado no forno. Enchidos tradicionais.

O Rótulo nasce da nossa intenção de produzir vinhos de perfil tradicional, frescos, leves, gastronómicos e que possam ser bebidos em qualquer ocasião.

O sonho de começar a produzir vinhos no Dão começou em 2012 e, desde então, fomos procurando parcelas, algumas de vinhas muito velhas, que expressassem o carácter único desta região, onde o microclima serrano e os solos de granito têm originado grandes vinhos ao longo do tempo.

Vinificação

O ano vitícola de 2016 ficou marcado por um Inverno ameno, mas com níveis de precipitação e humidade muito elevados na Primavera, que se prolongaram até ao início do Verão. Não obstante a pressão que tais condições climatéricas causaram na vinha, fruto das práticas biodinâmicas aplicadas e que lhe criaram elevada capacidade de resistência, foram totalmente evitados quaisquer danos na planta.

A vindima foi iniciada no dia 12 de Setembro, ou seja tardiamente, como resultado do atraso no processo de maturação das uvas. Ainda assim, foi realizada sem precipitação, o que permitiu melhorar a concentração e salubridade da uva.

A vinificação ocorreu em cubas de inox, mantendo-se uma maceração prolongada e praticamente sem extração.

Num ano que permitiu alcançar ótimos níveis de acidez e teores alcoólicos entre 11,5º e 13º, obtivemos um vinho elegante o qual, terminado o seu processo de fermentação alcoólica, iniciou o estágio em cubas de cimento, sendo posteriormente engarrafado sem qualquer filtração.

Notas de Prova

Bonita cor rubi de média concentração. À semelhança de edições anteriores do mesmo vinho, o aroma é fino e frutado com algumas notas de fruta preta, um toque de especiaria com particular aroma a pimenta preta, ainda com notas de flores e perfil balsâmico. Com um volume médio na boca, mostra-se um vinho mineral, muito elegante e onde os tons de frutos silvestres e as notas de especiaria se evidenciam. A boa acidez está em harmonia com a fruta. O estágio em cimento proporciona um final de boca muito fresco e elegante e com boa persistência. Dado o seu perfil e juventude, sugerimos uma temperatura de serviço a rondar os 15ºC.

Informação Técnica

Produtor

Niepoort (Vinhos) S.A

Região

Dão

Tipo de Solo

Granito

Vinhas

Vinhas da zona de Gouveia e de Vila Nova de Tázem

Idade das Cepas

30 a 80 Anos

Castas

Baga,Jaen,Tinta Roriz e Tinta Pinheira

Densidade por HA

4500

Condução das Vinhas

Gobelet

Altura do Mar

600

Período de Vindima

Inicio de Setembro

Forma de Vindima

Manual

Maloláctica

Inox

Fermentação

Cubas de cimento

Engarrafado

Abril e Setembro 2018

Estágio

Cubas de cimento

Extracto Seco (g/dm3)

27.1

Açúcar Residual (g/dm3)

0.8

Álcool (%)

13

pH

3.89

Acidez Total (g/dm3)

4.68

Acidez Volátil (g/dm3)

0.62

SO2 Livre de Enchimento (mg/dm3)

40

SO2 Total (mg/dm3)

95

Massa Volúmica (g/cm3)

0.99

Produção

21000 garrafas

Alergénios

Sulfitos

Sugestão de acompanhamento

Pratos de cozinha tradicional portuguesa, tais como vitela estufada, arroz de pato, bacalhau assado no forno. Enchidos tradicionais.

Garrafa

Caixa

30.5 17.5 × 6 7646 cardboard

Palette

120 80 90 Caixas